Finanças x longevidade: prepare-se para viver mais - RUMOS

No Brasil, mais de 9% da população têm mais de 65 anos, e a projeção é de que esse número chegue a 25% em 2060, segundo o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Ou seja, um em cada quatro brasileiros será idoso. A expectativa de vida de vida  no nosso país é de 76 anos, três anos a mais do que em 2009, quando atingiu a marca de 73 anos. Para quem completa 60 anos de idade, a RUMOS atualmente adota como premissa uma sobrevivência média até cerca dos 83 anos.

Com a perspectiva de uma vida mais longa, é importante dar atenção às finanças, que antes eram planejadas para o curto prazo. Para Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional de Longevidade Brasil, a maior parte dos brasileiros chega muito mal na velhice, com uma pensão ruim, sem segurança alimentar e habitacional.

Os planos de previdência da RUMOS existem para assegurar uma aposentadoria mais segura, mas é importante que você comece já a planejar e repensar o seu futuro. Confira algumas dicas:

. Pense no longo prazo: era comum planejar a vida até a marca dos 50, 60 anos. Hoje, é essencial estabelecer objetivos de longo prazo para evitar problemas e surpresas lá na frente;

. Avalie seus gastos: quando envelhecemos, a ideia de que os gastos diminuem é pura ilusão. Na verdade, eles apenas mudam e geralmente são mais focados na área do lazer e da saúde. É importante ter em mente todos os gastos mensais do futuro. Uma dica é fazer uma planilha do que gasta hoje e do que vai precisar na aposentadoria. Dessa forma, você consegue organizar o que irá manter e o que pode cortar;

. Busque empreender: muitas pessoas querem, ou precisam, continuar no mercado de trabalho após se aposentar, e iniciar um novo empreendimento é uma boa opção. Procure um segmento de atividade que interesse a você e o faça feliz. Busque mais informações sobre a área e sobre empreendedorismo na maturidade. A plataforma Maturi (www.maturi.com.br) traz diversos conteúdos e informações gratuitas;

. Converse com pessoas: durante o processo de envelhecimento e aposentadoria, estar em contato com aqueles que já passaram por isso é uma ótima maneira de se manter informado e preparado para o que está por vir;

. Tenha um plano de previdência: além do INSS, diversos bancos e entidades oferecem planos de previdência complementar para garantir mais conforto. A RUMOS, por exemplo, está nesse momento com a campanha #Mudepara12, que incentiva você a contribuir com a porcentagem máxima (12%) para os planos de previdência, de forma que você tenha mais benefícios no futuro.  Clique aqui para saber mais.

E aí, você já começou a planejar a sua aposentadoria? Com as leis sofrendo alterações a cada momento, é importante ter em mente uma estratégia para evitar impactos negativos na sua qualidade de vida.

x