Qual a melhor idade para planejar a aposentadoria? - RUMOS

É quase certo que os jovens brasileiros vão viver mais que os seus pais e, certamente, bem mais que os seus avós. A expectativa de vida do brasileiro está aumentando a cada ano e quem nasce hoje no país deverá viver em média 76 anos. Só para você ter uma ideia da evolução desse número, em 1960, a expectativa média ao nescer era de 54 anos.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a nossa pirâmide demográfica está se invertendo em um ritmo veloz. Os números apontam que, nos próximos anos, deixaremos de ser um país majoritariamente jovem para ser uma nação com maioria de adultos maduros e idosos.

Essa mudança afeta diretamente as nossas finanças e muda tudo em relação aos planos de aposentadoria. Segundo Letícia Camargo, planejadora financeira CFP® pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros, “temos duas notícias: uma boa e uma ruim!”. “A boa é que você vai viver mais, a ruim é que terá que se planejar mais”, explica.

O analista de laboratório da Corteva Agriscience, Elioenay Guedes começou cedo o seu planejamento. Ele tem 20 anos de idade e esse ano aderiu ao Plano AGROPREV já pensando na aposentadoria. “É ótimo fazer economia para o futuro. Eu gastava o valor que uso hoje para a minha contribuição com qualquer besteira. Agora ele é um investimento que vai me dar renda lá na frente”, explica Guedes.

O Elioenay está mais do que certo e dá um exemplo. Segundo especialistas, o ideal é começar a economizar e investir o quanto antes para ter uma reserva no futuro. “Se for desde o seu primeiro salário, ótimo; mas se você já estiver um pouco mais maduro, ainda há tempo, afinal qualquer quantia que consiga é melhor do que não ter reserva”, destaca Letícia Camargo.

x